POR QUE SEU CONSULTÓRIO PRECISA DE UM WEBSITE PARA APARECER NO GOOGLE

Muitos profissionais liberais não percebem que um número crescente de pessoas está acessando a internet, em vez da antiga lista telefônica, ao procurar um terapeuta.

Como muitas pessoas têm acesso à internet em movimento, graças ao aumento de dispositivos móveis, ela está rapidamente se tornando uma maneira conveniente para as pessoas encontrarem exatamente o que estão procurando. 

Se você quer que clientes em potencial encontrem seu consultório, precisa estar onde eles estão, ou seja, precisa criar um website.

Por que seu consultório precisa de um website?

Quando você, como um consumidor, precisa de algo novo e não sabe onde encontrar, o que faz? Provavelmente, sua resposta para essa pergunta foi “pesquiso na internet”.

Seus clientes também fazem a mesma coisa. Se um deles precisa de um fonoaudiólogo, por exemplo, e não conhece nenhum de confiança, é provável que pegue o celular dele e pesquise no Google ou em outro mecanismo de pesquisa sobre fonoaudiólogos próximos à sua área. Possuir um website facilitará com que ele encontre seu nome nesse momento

Além disso, frequentemente, os clientes em potencial optam por acessar os sites dos profissionais porque podem descobrir mais informações sobre aquela prática. Um site bem projetado permitirá que você explique o que torna seu consultório brilhante e por que eles devem escolher seus serviços.

Isso porque os consumidores querem gastar bem o seu dinheiro e, para ter certeza de que estão fazendo isso, eles querem saber exatamente como você pode ajudá-los e como eles conseguem entrar em contato com você.

Como fazer um website para o consultório?

Fazer um site pode parecer complicado. Contudo, os avanços na internet trouxeram diversas facilidades para o profissional liberal e, com um pouco de tempo, é possível montar sua própria página sem muita dor de cabeça.

Existem muitas plataformas diferentes que te ajudam a criar um site. Uma das opções mais populares e acessíveis é o WordPress. O sistema te guia durante a criação da página e possui alguns designs prontos para que você possa escolher entre eles.

Mas o que você deve colocar no seu website? Vamos dar uma olhada nos elementos que não podem faltar no seu domínio:

  1. Página inicial: informe rapidamente sobre o que é a sua prática. Essa é a primeira e muitas vezes a melhor impressão que um cliente em potencial receberá de você e se você tem ou não a resposta para o problema que ele está enfrentando;
  2. Sobre o consultório: as pessoas que acessam sua página inicial pela primeira vez querem saber como você pode ajudá-las antes de te ligarem. Explique o resultado desejado que seus serviços trarão. Para isso, é interessante mostrar qual é sua formação e sua experiência na área;
  3. Seus serviços: dedique uma página no site para apresentar que tipo de problema você resolve e os tópicos com os quais você pode ajudar seus clientes. Normalmente chamada de “Serviços”, esta página fornecerá a um cliente em potencial um resumo de tudo o que você faz e apresentará sua oferta de serviço para eles;
  4. Página de contato: todas as outras páginas do seu site são dedicadas ao motivo pelo qual seu cliente ideal deve entrar em contato. Esta página é sobre o como. Elimine qualquer coisa que distraia o usuário da tarefa em questão: ligar ou enviar um e-mail para configurar a primeira visita. Crie uma página limpa e objetiva. Também é uma boa ideia incluir um formulário de contato que eles possam preencher.

Profissionais liberais em todo país descobriram que os sites os ajudaram a aumentar o número de clientes e a torná-los mais conhecidos na área. Esteja você procurando expandir-se para fora de sua cidade ou atrair novos clientes, um site é uma ferramenta é essencial para seu sucesso.

Para continuar aprendendo, clique aqui e leia também nosso post sobre como atrair clientes pela internet!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Fechar Menu

Não encontrou o material
que gostaria?

Cadastre seus dados abaixo e receba novos conteúdos sobre gestão financeira.